Os desajustamentos entre os níveis de qualificações dos trabalhadores portugueses e os níveis de qualificações exigidos nas ocupações e os seus efeitos.

Os resultados da tese de doutoramento “Skill Mismatches and Labor Market Outcomes” de Isabel Araújo, orientada por Anabela Carneiro, indicaram que os retornos salariais à sobre e sub-educação são substancialmente reduzidos quando se controla para as características não observáveis das empresas e dos trabalhadores. No entanto, a análise empírica revelou também que, ao fim de seis anos, 63% dos indivíduos que entram no mercado de trabalho sobre-qualificados permanecem neste estatuto. Os trabalhadores sobre-qualificados que acabam por transitar para uma ocupação adequada às suas qualificações experimentam, em média, um crescimento salarial superior ao dos trabalhadores adequadamente qualificados à entrada reduzindo o gap salarial inicial entre estes. Resultados pormenorizados podem ser encontrados na tese disponível no Repositório Aberto da Universidade do Porto.

Competências para o Futuro do Emprego

  • Rua 1º Dezembro, 399
    4450-277 Matosinhos
    Portugal
  • s4f@cipes.up.pt

Este trabalho é financiado por fundos nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito do projeto PTDC/CED-EDG/29726/2017.