EnglishPortuguese
EnglishPortuguese
Mini Entrevistas

Assessing Graduates’ Transversal Competences through an adapted MMI model: Confidant Interview vs Stress Interview

Resumo

O objetivo deste estudo consiste em comparar o desempenho dos estudantes de graduação obtido em duas estações do modelo MMI de avaliação de competências transversais. O desempenho é comparado com base na avaliação feita em duas estações do modelo MMI: uma estação consistiu num modelo de “entrevista confidente” e a outra num modelo de “entrevista de estresse”. O estudo compara ainda a avaliação que é feita de forma síncrona versus assíncrona. As três competências transversais avaliadas em ambas as estações são: aprender a aprender, atitude profissional positiva e orientação para o mercado. O estudo analisa, ainda, o impacto do desempenho global dos estudantes durante as entrevistas no contexto de uma hipotética decisão de contratação.

Principais Resultados

Os resultados sugerem que existe uma diferença significativa no desempenho dos estudantes de graduação relativamente às competências transversais sob análise quando a avaliação é feita entrevista confidente comparativamente com o desempenho obtido numa entrevista de estresse. Esta diferença é observada apenas quando a avaliação é feita de forma síncrona. Em ambas as entrevistas, a avaliação do desempenho global do estudante tem um efeito significativo na hipotética decisão de contratação.

Implicações

O artigo procura contribuir para um maior conhecimento da utilização de dois tipos de entrevistas para avaliação de competências transversais e para explorar os efeitos da avaliação de entrevistas síncronas e assíncronas, num contexto de crescente popularidade das entrevistas por videoconferência.
Este estudo é relevante para as Instituições de Ensino Superior que pretendam introduzir ou melhorar metodologias para avaliar as competências transversais dos estudantes e validar as suas estratégias e práticas pedagógicas para o desenvolvimento de competências. Os resultados são também relevantes para os empregadores envolvidos na implementação de métodos para avaliar as competências transversais, bem como para os recém-licenciados que procuram ferramentas de avaliação e diagnóstico da sua preparação para entrar no mercado de trabalho.

0